Auner Quartett

Vencedor do concurso Eugéne Ysaÿe em Liége, Bélgica, e recentemente como "Auner Quarteto - O premiado quarteto de cordas: uma combinação musical perfeita", sendo o primeiro conjunto austríaco na capa do Anuário de Artes Performáticas da Europa, o quarteto de cordas vienense firmou-se de maneira sólida no cenário internacional da música clássica. Fundado em 2013 e designado como embaixadores culturais pelo Ministério das Relações Exteriores da Áustria, o quarteto também se apresenta regularmente como parte da série NASOM em fóruns culturais e embaixadas ao redor do mundo. Elogiado por sua "confiança estilística e verdadeira emoção... para os quatro, a música de câmara parece ser a essência da música em si..." (Rádio Ö1, "Intrada"), o conjunto demonstra "refinamento e destreza tanto no repertório novo quanto no estabelecido".

Seguindo uma antiga tradição vienense de concertos em salões, o grupo organiza um ciclo de música de câmara na cidade da música, apresentando e moderando o programa em locais como a Sala Brahms no Musikverein de Viena, a Sala Schubert no Konzerthaus de Viena, o Centro Arnold Schönberg, o Salão Barroco da Prefeitura de Viena e o Salão Ehrbar. Na temporada 2021/22, o ciclo encontrou um lar permanente na capela do palácio dos imperadores, a Hofburg. Como músicos de câmara apaixonados, o quarteto se esforça não apenas para explorar o extenso repertório, mas também para apresentar sua voz retórica única dentro da música.

Enquanto os estudos na Universidade de Música e Artes Performáticas de Viena se concentram fortemente no domínio do "Wiener Klang" (o Som Vienense), bem como em uma interpretação sofisticada das obras do período "Clássico" vienense; os graduados Barbara, Gabriel, Konstantin e Daniel passaram por um treinamento concertado como músicos individuais. Compartilhando a mesma formação educacional, eles trazem o patrimônio musical vienense e abordagem emocional individual para este caldeirão musical. Os artistas usam sua herança cultural e a consideram como sua vocação para transmitir a música como uma experiência espontânea e original. Impulsos artísticos de Hatto Beyerle e Günter Pichler (Alban Berg Quartett) e Petr Prause (Talich Quartet), Alasdair Tait (Belcea Quartet), Geoffrey Nuttall e Lesley Robertson (St. Lawrence String Quartet, EUA) continuam a inspirar; o Auner Quarteto é membro selecionado da ECMA, a Academia Europeia de Música de Câmara.

Composto pelos violinistas Daniel e Barbara Auner, pelo violista Gabriel Squizzato*, e pelo violoncelista Konstantin Zelenin, o ensemble se apresenta regularmente em diversos locais. Como defensores fervorosos de eventos de alcance público e workshops educativos, o Auner Quarteto procura ativamente envolver várias comunidades de diversas maneiras. O quarteto realiza workshops em escolas, facilitando a primeira abordagem à música clássica para os ouvintes. Em um período de diminuição de público, o grupo considera um dever abordar pessoalmente novos ouvintes. O trabalho social, muitas vezes em colaboração com o Ministério das Relações Exteriores da Áustria, inclui masterclasses e apresentações para inúmeros programas de música juvenil no Peru, Brasil, Belize e África do Sul.

O álbum com Simon Reitmaier no Clarinete - apresentando Quintetos para Clarinete de Mozart, Reger e Leitner - foi altamente elogiado pelos críticos e foi lançado pelo selo "Gramola" em fevereiro de 2018. Um retrato das obras de música de câmara de Johanna Doderer foi lançado pelo selo "Capriccio" em 2019, e uma nova gravação com quartetos de cordas de Egon Wellesz, Alexander von Zemlinsky e Anton von Webern, gravada para o Banco Nacional da Áustria, foi lançada pela "Gramola" em 2021. O Auner Quarteto é parceiro do fabricante vienense de cordas Thomastik Infeld, trabalhando de perto nas melhorias de seus produtos excepcionais. Daniel toca um violino de Giovanni Battista Guadagnini, um generoso empréstimo da coleção de instrumentos preciosos do Banco Nacional da Áustria. Também no quarteto se ouve um violino de Giovanni Paulo Maggini e um violoncelo de Giovanni Battista Grancino.


*O ensemble é extremamente grato a Nora Romanoff-Schwarzberg por substituir o violista original do quarteto, Nikita Gerkusov, nos últimos meses. Após vários projetos, o ensemble decidiu felizmente continuar trabalhando com a nova formação, com o violista italiano Gabriel Squizzato.